terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Retrospectiva Livros 2013

Confesso que 2013 foi um ano fraco para minhas metas de leitura.
Por conta de compromissos com a escrita, li bem menos do que gostaria.
Foram apenas 22 livros no ano, divididos em diversos gêneros, mas a maioria ficou na categoria infanto-juvenil.
Então indico aqui um Top 3, de categorias diferentes, com pequenos comentários, pois foram os que mais me agradaram.

1- Brasil Fantástico

¨Não querendo puxar a sardinha pra lado algum¨, (podem pensar: Que descarada!), Brasil Fantástico me divertiu muito. Foi bom ver os mitos brasileiros revisitados de maneira tão criativa por escritores brasileiros que apostam no assunto e sabem que nossos mitos, tão pouco conhecidos por muitos jovens, podem render excelentes histórias. Sim, temos os clássicos: boto, curupira, mula sem cabeça e muitos outros como a pisadeira, boitatá e iara.

Livro: Brasil Fantástico
Editora: Draco
Organização: Clinton Davisson, Grazielle de Marco e Maria Georgina de Souza
Autores: Allan Cutrim, A. Z. Cordenonsi, Andréia Kennen, Antônio Luiz M. C. Costa, Christopher Kastensmidt, João Rogaciano, Marcelo Jacinto Ribeiro, Maria Helena Bandeira, Mickael Menegheti, Renan Duarte e Vivian Ferreira.
Páginas: 248


2- Sombras Vivas
 
Trata-se do segundo volume da Trilogia Reckless, onde o personagem principal Jacob Reckless, sofre as consequências de sua escolha em salvar o irmão Will, de uma maldição no Mundo do Espelho, fato que aconteceu no primeiro volume da série  ¨A maldição do Espelho¨ que li em 2012. Foi bom saber o que aconteceu depois dos momentos intensos do primeiro livro. Desta vez,  Jacob e sua companheira Fux, que é melhor apresentada agora,  terão que lutar por suas próprias vidas. Jacob está doente e precisa encontrar a cura para a mordida da mariposa que repousa em seu peito, herança da Fada Escura. Mas só há um remédio em todo o Mundo do Espelho capaz de salvá-lo. O livro continua com belas ilustrações e uma edição caprichada.
 
Livro: Sombras Vivas
Autor: Cornélia Funke
Editora: Companhia das Letras (Selo: Seguinte)
Páginas: 304
 
3- A Máquina de Fazer Espanhóis
 
Foi a primeira vez que li Valter Hugo Mãe. Houve um estranhamento inicial com a escrita, a linguística, ( o escritor angolano fez todo o romance sem uma letra maiúscula sequer), mas nada que tenha atrapalhado a profundidade e a beleza da obra, que fala sobre amor, poesia, política e a dificuldade do personagem em aceitar, na velhice, situações que fogem ao seu controle.
Este é um livro que me incomodou...e me conquistou.
Um belo livro, intenso, que preciso ler novamente daqui a algum tempo, pois há tanto ainda a ser descoberto em suas entrelinhas, como diz o poema ¨A Tabacaria¨, de Fernando Pessoa, muito mencionado no livro:
¨Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo...¨
 
Livro: A máquina de Fazer Espanhóis
Autor: Valter Hugo Mãe
Editora: Cosac & Naify
Páginas: 256
 
Excelentes leituras em 2014!
Virvinhas